You are on page 1of 26

População mundial e brasileira:

rumo a estabilidade demográfica

Atualidades/Geopolítica
Explosão demográfica?
 Segundo a ONU, em 2050 a
população da Terra passará
dos atuais 6,61 bilhões de
habitantes para cerca de 8,9
bilhões. Atualmente o índice de
crescimento demográfico é de
1,17% a.a. (cerca de 77 milhões
de habitantes a mais por ano);

 Nos países subdesenvolvidos este índice ainda é


de 1,46% ao ano.
 Nos países desenvolvidos o índice de crescimento
é de 0,25% ao ano.
A enorme desigualdade entre as nações
(ex.: crescimento demográfico)

ATENÇÃO: com um índice de crescimento demográfico médio


de 0,25% ao ano, os países desenvolvidos tendem ao
encolhimento populacional. Quais seriam as conseqüências?
CONSEQUÊNCIAS DO BAIXO CRESCIMENTO
POPULACIONAL DOS PAÍSES DESENVOLVIDOS

• Diminuição da PEA (População Economicamente


Ativa), que leva à um intenso fluxo migratório global –
bárbaros do sul na busca de uma vida melhor;
• Ascensão da extrema direita, do preconceito e
promoção da xenofobia principalmente nos países de
maior atração populacional, como os EUA e a
ALEMANHA;
• Incentivos governamentais em países ricos para o
aumento da taxa de natalidade – política do baby
boom;
• Como a população de idosos não para de crescer e a
PEA diminui, estes países apresentam sérios
problemas com enormes déficits na previdência social.
A questão da miséria no mundo

• 1,2 bilhão vivem abaixo da linha de pobreza


(menos de 1US$/dia) ;
• Globalização da pobreza, com cerca de 800
milhões de pessoas desnutridas (hoje produz-se
uma média de 2Kg de alimentos/dia por pessoa
no mundo, suficiente para alimentar cerca de 9
bilhões de pessoas);

Não é possível que poucos possam comer até 5 vezes


por dia e que muitos passem 5 dias sem comer.
Presidente Lula no F.E.M. em Davos (Suíça)

Obs.: 20% da população mundial privilegiada,


consome 86% das mercadorias produzidas.
A questão da AIDS

 33,2 milhões são portadores do vírus HIV, dos


quais 64,5% residem na África Negra;
 278 milhões de pessoas morrerão até 2050 nos
53 países com maior incidência da doença =
PANDEMIA;
 RESULTADO: até 2015 a população africana
diminuirá em 10%; (ex.: ÁFRICA DO SUL: 11%
da população está infectada).
I. Movimentos verticais
Refere-se a mobilidade demográfica em
decorrência de sua procriação e mortalidade.

Conceitos importantes:

a) Taxa de natalidade;
b) Taxa de fecundidade;
c) Taxa de mortalidade geral;
d) Taxa de mortalidade infantil;
e) Crescimento vegetativo;
f) Expectativa de vida
a) Taxa de natalidade: refere-se ao
número de nascimentos para cada
grupo de 1.000 habitantes.
b) Taxa de fecundidade: refere-se número médio de filhos
que uma mulher teria ao final de sua idade reprodutiva .

2006: 2 filhos
por mulher
c) Taxa de mortalidade geral: refere-se ao
número de óbitos para cada grupo de 1.000
habitantes.
Taxa de mortalidade infantil média, segundo
anos de estudo da mãe
Brasil - 1986/1995
Por que a mortalidade geral e a infantil
tem diminuído tanto no Brasil?

 Acesso à vacinação em massa;


 Ampliação do saneamento básico;
 Aumento no índice geral de escolaridade;
 Melhorias/avanços da medicina;
 Melhoria geral das condições de vida da
população;
e) Crescimento vegetativo (%): refere-se ao
crescimento natural da população, levando-se
em conta o número de nascimento e óbitos.
f) Expectativa de vida: refere-se ao tempo médio de esperança
de vida que uma pessoa tem ao nascer em determinado país.
Índice de Desenvolvimento Humano
 É utilizado pela ONU desde os anos 90 e serve para mensurar
a qualidade de vida da população com base em três aspectos:
expectativa de vida, escolaridade e renda per capita. O
resultado final varia de 0 até 1;
Apesar do
relatório da
ONU de 2007
apresentar o
Brasil com um
patamar
elevado de
IDH, ainda
predomina no
país uma
enorme
desigualdade
socioeconô-
mica e de
desenvolvi-
mento.
II. Movimentos horizontais
Refere-se a mobilidade demográfica
espacial, tanto no território nacional
quanto estrangeiro.
Conceitos importantes:

a) Migrações internas;
b) Migrações externas;
c) Crescimento demográfico;
Migra-
ções
Internas
no
Brasil
atual
b) Migrações externas: até a 2ª Guerra Mundial,
o Brasil era considerado um país de atração
populacional. Desde então, se tornou um país de
repulsão populacional
Folha de São Paulo - Mundo – (13/5/2005)

Metade dos brasileiros que vivem no exterior está nos EUA. A


estimativa oficial do governo brasileiro é de que a comunidade
brasileira em solo estadunidense chegue hoje a 1,3 milhão, entre
imigrantes legais e ilegais.
O número é o maior já registrado. Segundo especialistas, a
crescente emigração de brasileiros é um processo "sem volta".
Segundo dados do Itamaraty, residem no exterior entre 2,3 e 3
milhões de brasileiros. Depois dos EUA, as principais
concentrações são no Paraguai, no Japão e em Portugal.
c) Crescimento demográfico

 Refere-se ao
crescimento total, ou
seja, o saldo do
crescimento
vegetativo
(nascimentos menos
óbitos) mais o saldo
das migrações
(imigrantes menos
emigrantes)
EVOLUÇÃO DO CRESCIMENTO POPULACIONAL
População Crescimento
Homens Mulheres total Demográfico

1940 20.614.088 20.622.227 41.236.315


1950 25.885.001 26.059.396 51.944.397 25,96%
1960 35.055.457 35.015.000 70.070.457 34,89%
1970 46.331.343 46.807.694 93.139.037 32,92%

1980 59.123.361 59.879.345 119.002.706 27,76%

1991 72.485.122 74.340.353 146.825.475 23,37%

2000 83.718.854 86.080.316 169.799.170 15,64%


Questão 27 da
UEL
(conhecimentos
gerais em
2006)