Вы находитесь на странице: 1из 20

TEMA 2 AULA 10

A AULA E SUA ESTRUTURA.


OBJECTIVO

Definir a aula como uma das


formas organizativas do processo
docente educativo para contribuir
no alcance dos objectivos
educativos.
Questões de estudo

1.A Aula e Sua estrutura.

2. Tipos de aulas.
BIBLIOGRAFÍA:

LIVRO DE DIDACTICA
UNIVERSITARIA.

GRUPO DE PEDAGOGIA.

CENTRO DE ESTUDIOS PARA EL


PERFECCIONAMIENTO DE LA
EDUCACION SUPERIOR DE CUBA.
As formas organizativas fundamentais do
processo docente-educativo na educação
superior são:

A aula.
A prática do estudo.
A prática laboral.
O trabalho investigativo dos estudantes.
A auto-preparação dos estudantes.
A consulta.
A tutoria.
A aula é uma das formas organizativas do
processo docente educativo, que tem como
objectivos a adquisição de conhecimentos,
o desenvolvimento de habilidades e a
formação de valores e interesses cognitivos
e profissionais nos estudantes, mediante a
realização de actividades de carácter
esencialmente académico.
A preparação da aula pelo professor.

Propõe-se a consideração dos seguintes


aspectos: :

1. Motivação, apoiada em conhecimentos precedentes e


experiência dos estudantes, sobre a necessidade do
conteúdo descobrindo o problema da aprendizagem.

2. Apresentação do tema ou título da actividade.

3. APresentação e compreenssão do objectivo em


linguagem clara ao nivel dos estudantes.
4. Execução do ensino é a aprendizagem
seguindo métodos, procedimentos, técnicas;
organizando espaço e tempo (forma) e apoiado
em meios e a avaliação para o alcance dos
objectivos.
É desenvolvida a participação dos estudantes e
professor no processo de ensino aprendizagem,
realizam-se acções do professor e tarefas pelos
estudantes, socialização e controlo.

5. Orientação de trabalho independente.

6. Sistematização do conteúdo e consolidação.


O plano de aula deve ser explícito
de modo que permita a orientação
da actividade do docente.

É um documento prático que ao


longo da execução permite
anotações para o seu
melhoramento.
O plano de aula não é um
documento para aprendizagem
memorizada pois assim não
teria lógica de aprendizagem
produtiva. Exige flexibilidade e
adaptação as condições reais.
Estrutura da aula

1. Introdução.

2. Desenvolvimento.

3. Conclusoes.
INTRODUÇÃO

Motivação, tema, título, objectivo,


conteudo, tempo, tipo de aula, método e
bibliografia básica e complementar.
DESENVOLVIMENTO

Desenvolver as questões de
estudo e ou conteúdos.
CONCLUSÕES

Retomar ao objectivo da aula, orientar


o estudo independente e motivar a
próxima aula.
TIPOS DE AULA

A classificação da aula baseia-se nos


objectivos que se pretendem alcançar.
Seus tipos principais são: : a
conferência, a aula prática, o
seminário, a aula encontro, a prática
e debate.estagio?.
A conferência é o tipo de aula que tem como
objectivo principal a transmissão aos
estudantes dos fundamentos científico-
técnicos mais actualizados de um ramo do
saber com um enfoque dialéctico-
materialista, mediante o uso adequado de
métodos científicos e pedagógicos, de modo
que lhes ajude na integração dos
conhecimentos adquiridos e no
desenvolvimento das habilidades e valores
que deverão aplicar na sua vida
profissional.
O seminário é o tipo de aula que tem como
objectivos fundamentais, que os estudantes
consolidem, ampliem, aprofundem,
discutam, integrem e generalizem os
conteúdos orientados; abordem a resolução
de tarefas docentes mediante a utilização
dos métodos próprios do ramo do saber e
da investigação científica; desenvolvam sua
expressão oral, o ordenamento lógico dos
conteúdos e habilidades na utilização das
diferentes fontes de conhecimento.
A aula prática é o tipo de aula que tem
como objectivos fundamentais que os
estudantes executem, ampliem,
aprofundem, integrem e generalizem
métodos de trabalho característicos
dos assuntos e disciplinas que lhes
permitam desenvolver habilidades para
utilizar e aplicar, de modo
independente, os conhecimentos.
O Debate é o tipo de aula que tem
como objectivo específico que os
estudantes apliquem os conhecimentos
adquiridos nas diferentes disciplinas
para a resolução de problemas
próprios da profissão, apartir do vínculo
entre os componentes académico,
investigativo e laboral.
O Debate contribui para
desenvolvimento de habilidades
para a solução integral de
problemas profissionais em grupo,
para o grupo e com a ajuda do
grupo, onde primam as relacões
interdisciplinares.