Вы находитесь на странице: 1из 13

CET: Defesa Florestal Contra Incêndios, ESAC - IPC

Técnicas de Controle da
Erosão

Raúl Salas González


Efeitos de erosão pelo fogo
Efeitos de técnicas emergentes aplicadas na reabilitação em
pequenas sub-cuencas em climas mediterrânicos em California

• Devido a remoção do coberto vegetal protector e da matéria orgânica no


solo.

• A combustão da matéria orgânica pode criar uma sub-superficie


impermeável

• Restrição da infiltração e promoção do escorrimento superficial.

• Produção de até 35 vezes mais sedimentos em movimento vs áreas não


ardidas

• Prejuízo económico e ecológico (habitat)

Raúl Salas González


Efeitos de erosão pelo fogo

Os tratamentos aplicados tentam reduzir e travar a erosão acelerada e


sedimentação típicas de distúrbios após fogos.

• As sementeiras-mulch reduzem o poder erosivo e o consequente


escorrimento superficial.

• As barreiras mecânicas (logs, barreiras, straw wattles) retêm substrato e


promovem a infiltração

• Os agentes de humificação (sprays) promovem infiltração e reduzem o


escorrimento superficial

Raúl Salas González


Objectivos

• Avaliar a eficiência destes trabalhos de reabilitação como práticas comuns


no controle da erosão.

• Avaliar a resposta da mobilidade de sedimentos após fogos em função das


características do meio.

• Os resultados podem eventualmente dar critérios para o planeamento e para


avaliar riscos.

Raúl Salas González


Métodos (técnicas aplicadas)

• Califórnia, áreas com fogos no verão e ventos regularmente fortes

Características da área de estudo

Característica Mixing Williams Cedar


Altitude 1500 m 900 m 700 m
Rocha Granitico Metamórfico Granítico
Textura Limo arenoso Limo arenoso Arenoso
Área 1 há 1-2 há 2-3 há
Orientação N-NW SW-SE W-E
Declive 37% 68% 14%
Precipitação 500 mm 700 mm 415 mm
Vegetação Pinheiro-Carvalhos Carvalhos Chaparral

Raúl Salas González


Mixing Fire - TCE
• Uma área com “Logs” aplicados durante 2 meses após os fogos e outra
sem “Logs”
• Barreiras de madeira ou metal instaladas nas correntes dos canais para
evitar deslocação de sedimentos.
-Inicialmente a capacidade de armazenamento foi estimada medindo em 2 ou
3 perfis a área perpendicular de armazenamento ao log
-Obtinha-se uma media dessa área e multiplicava-se pelo comprimento do
log
-Verificação frequente dos perfis e novo cálculo do volume acumulado
-O sedimento foi medido nos captadores colocados no lado oposto das
barreiras e foram pesadas com uma báscula portátil
-Algumas sub-amostras foram levadas ao laboratório para medir humidade
-Os pesos foram calculados em megagramas/ha (Mg/ha) (ton métrica).

Raúl Salas González


Williams Fire - TCE

• Duas pequenas bacias hidrográficas foram seleccionadas

• Nestas foi aplicada poliacrilamida (PAM) para humificação da superfície do


solo, aplicado por via aérea (helicóptero)

• Aplicação em áreas com informação de hidrofobia ocorreu 2 meses após


fogo

• Em outras 2 bacias foram colocadas de 25 a 35 pequenos “Logs”


colocados perpendicularmente à corrente e a 10 m de linhas de água
(aprox.) Os sedimentos captados foram também referidos ao peso Mg/ha.

• Função: armazenar sedimento e maior erosão nos canais devido ao


escorrimento superficial.

Raúl Salas González


Cedar Fire - TCE

• Aproximadamente em 350 ha foi aplicado por meios aéreos hidromulch

• Numa bacia foi aplicado com um coberto de 100% (faixas de 30m)

• Numa segunda bacia foi aplicado a 50% (faixas de 30m)

• Numa 3ª bacias não houve aplicação

Raúl Salas González


Resultados: Mixing Fire

1) Em 1,2 ha foram aplicados 157 Logs, capacidade inicial de 72 m3.

2) Só 6% falharam causa não determinada e outros 6% deixaram passar


água pelos extremos

3) 4% tinham a armazenagem ao máximo

4) 5% devido ao vento tombar arvores que deslocaram os Logs

5) Menos de 25% da sua capacidade nos primeiros 4 anos

Raúl Salas González


Resultados: Mixing Fire

2000 2001 2002 2003


Inv Ver Inv Ver Inv Ver Inv Ver
Precipitação 254 47 301 68 167 8 550 49
(mm)

Logs 0.20 0.20 0.04 0.06 0.10 Trace 0.05 Trace

Sem Logs 0.01 0.02 0.01 1.70 1.10 Trace 0.05 Trace

Raúl Salas González


Resultados: Williams Fire
-O tratamento com o PAM não tive o efeito que 2003
se esperava2004
Precipitação (mm) 525 435
- Os Logs funcionaram relativamente bem
PAM Treated 1 33.7 0

Control 1 24.6 1.5

Treated 2 53.9 0

Logs Control 2 59.8 0

Treated 1 10.0 1.3

Treated 2 8.4 0

Control 34.7 0

Raúl Salas González


Resultados: Cedar Fire
-O tratamento com o 100% de coberto com o mulch foi efectivo

-Paradoxalmente o tratamento com o 50% de coberto com o mulch não


foi efectivo (valores mais elevados que o controle).

2004

Precipitação (mm) 170

Watershed Treatment 100 percent 6.7


cover
Aerial hydromulch 50 percent 20.5
cover
Untreated 14.9

Raúl Salas González


Conclusões

- Segundo os resultados o arraste de sedimentos após fogo parece


inevitável

-Devem procurar-se ou testar-se outros métodos ou TCE.

-Estes estudos sugerem que os logs na suas modalidades foram


efectivos para travar a erosão

-Os resultados obtidos em Williams e Cedar fire não são definitivos

-Devem experimentar-se com variadas condições ambientais, solo,


declivo, local na encosta, ppcn, etc.

Raúl Salas González