Вы находитесь на странице: 1из 23

Cloro

Cloro

Densidade: (g/ml): 1,56


Ponto de Ebulição: ºC -34,7
Ponto de Fusão :ºC -101,0
Origem:

Descoberto em 1774 pelo sueco Carl


Wilhelm Scheele.

Reação de Hill, WARBURG, 1944.

ATP sintase, METTLER, 1982.


Origem:
É um elemento químico, é considerado
micronutriente essencial para as plantas ,
símbolo CL de número atômico 17 ( 17
prótons e 17 elétrons ) com massa atômica
35,45 u. cloro ocorre na solução aquosa
como íon monovalente (Cl-).
Cloro
•O cloro é um gás em temperatura
ambiente, sendo que na natureza não é
encontrado em estado puro;

•O cloro possui uma propriedade, que é a


de potabilizar a água de consumo humano,
sendo usado também como oxidante,
branqueador e desinfetante;
•Este halogênio forma numerosos sais, combina-
se facilmente com a maior parte dos elementos.

•É ligeiramente solúvel em água (uns 6,5 g de


cloro por litro de água a 25 °C) formando, em
parte, o ácido hipocloroso , HClO.

•Os niveis de Cl no solo adequados para culturas


não são bem conhecidos.
•O cloro não é fixado pela materia orgânica do
solo ou pelas argilas. Ele é facilmente
lixiviado e é um dos primeiros elementos
químicos a ser removido dos minerais pelo
processo de intemperismo.
Funções Fisiológicas nas
plantas

O cloro supre as plantas de várias


maneiras.

É comum verificar-se sintomas de


toxicidade.
Funções Fisiológicas nas
plantas
•O íon cloro é necessário para a fotooxidação
da água no fotossistema II.

•Cloro é necessário para a osmose e o balanço


iônico;

•Influencia na abertura e fechamento e


estomático.
Fonte: Só Biologia (A Etapa Fotoquímica da Fotossíntese)
Cloro é necessário para a osmose e o
balanço iônico;
Passagem da água do lugar que tem
menos (hipotônico) para o lugar que tem
mais (hipertônico) .

Fonte: Blog do Enem


Fonte: Brasil Escola (Mecanismo de abertura e fechamento do estômato)
O cloro pode atuar como ligante
para a estabilização do estado de
oxidação do Mn, ou como
componente de polipeptídeos
associados.

Se há deficiência, o fluxo de
elétrons é prejudicado.
Transporte e redistribuição

 Transporte de cloro na planta

 Redistribuição

Fonte: Mundo Educação


•O cloro na planta se acumula nas partes
vegetativas das folhas;

•Pode ser colocado na forma de adubo sob


Cloreto de Potássio e Cloreto de Cálcio;
Sintomas de deficiência

Os sintomas da deficiência de cloro na


planta manifesta-se através do
murchamento e redução foliar;
Sintomas de Excesso na planta

-Queima das bordas das folhas

-Bronzeamento amarelecimento

-Senescência prematura das plantas


Excesso:
Doenças das plantas controladas por adubos
contendo Cl.

Cultura Doença
Trigo de inverno Mal –do pé
Cevada Podridão da raiz
Milho Podridão do colmo
Batatinha Coração Oco
Arroz Podridão do Caule
Teor de Cloreto em algumas culturas
Plantas % Cl
Alface 2,08
Algodão 0,03
Arroz 0,04
Berinjela(folhas) 0,8
Cenoura 1,74
Chicória 056
Couve-flor 0,06
Pimentão(folhas) 0,45
Repolho 2,17
Conclusão

•Em quantidade adequada na relação solo-


planta, o cloro é um elemento de grande
participação no devido funcionamento de
processos bioquímicos, que permitem as
plantas alcançarem altas produções.
REFERÊNCIAS
• "MALAVOLTA, E. Manual de nutrição mineral de plantas.
São Paulo. Ceres. 2006. 638.
• Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Nutri%C3%A7%C3%A3o_mine
ral_de_plantas
• http://www.cnpgc.embrapa.br/publicacoes/doc/doc115/03f
ormas.html
• http://www.scribd.com/doc/2644157/Nutricao-Mineral-de-
Plantas
• http://tabela.oxigenio.com/metais_de_transicao/elemento
_quimico_niquel.htm