Вы находитесь на странице: 1из 12

A PREPARAÇÃO TÉCNICA

As técnicas esportivas são habilidades executadas racionalmente,


também baseadas na biomecânica, e que correspondem a uma
seqüência de movimentos de um determinado exercício. Quando esses
movimentos são executados com coordenação, precisão, ritmo, leveza e
facilidade diz – se que a técnica é boa. (BARBANTI, 1994 in FRISSELLI,
1999).

Podemos definir treinamento técnico como a aprendizagem,


aperfeiçoamento ou desenvolvimento de um fundamento do futebol.
(FRISSELLI, 1999)

• A técnica é tida como uma imagem ideal de uma seqüência de


movimentos.
• A técnica está baseada em conhecimentos científicos, reflexões
teóricas, e experiências práticas.
• A técnica tem um valor importante no rendimento esportivo
principalmente quando é aplicada de maneira combinada com as
condições físicas e táticas. (FERNANDES, 1994)
• Uma diminuição ou aumento da condição física produz
mudanças na técnica de forma qualitativa e quantitativa, o
que implica que a técnica deve adaptar-se rapidamente à
melhora da condição física para não se ver prejudicada.

• O desempenho tático estará sempre ligado aos níveis


técnico e físico, e todos podem ser desenvolvidos de
maneira acentuada.

(FERNANDES, 1994)
GESTO TÉCNICO

A preparação técnica leva ao desenvolvimento das aptidões técnicas individuais.


(KUNZE, 1987 in FRISSELLI, 1999), didaticamente divide esse desenvolvimento
em 3 fases:

1. Treinamento do gesto técnico em sua forma rudimentar;

2. A manifestação da forma exata do gesto e sua adaptação ao jogo;


3. Estabilização do gesto técnico por meio da automatização e seu
treinamento aplicada à competição.

(FRISSELLI, 1999)
Dentro do estudo da técnica individual, devemos salientar: a ação do
jogador sem bola, com técnica individual e específica do esporte e ação do
jogador com bola. (BORSARI, 1989)

Um trabalho planejado dentro de um clube, desenvolvido a longo prazo,


desde as categorias iniciantes até as profissionais, deve possuir
características adaptadas às faixas etárias de cada categoria, conforme as
divisões utilizadas: (FERNANDES, 1994)

Nível Denominação Período Características


1 Treinamento dos 2 a 3 anos Aprendizagem da
Fundamentos condição física geral e
das técnicas básicas.
2 Treinamento 2 a 4 anos Físico – técnicos.
Construtivo.
3 Treinamento de 2 a 3 anos Tático-técnico-físico.
Rendimento (Juniores).
4 Treinamento de Alto _______? Alto rendimento (físico,
Nível técnico e tático).
TREINAMENTO DA TÉCNICA

Tem como objetivo a educação do comportamento motor do jogador, de acordo


com as características objetivas e gerais da técnica desportiva, tendo em conta
as particularidades individuais do jogador.
(GROSSER e NEUMAIR, in FERNANDES, 1994)

É importante considerar que o treinamento da técnica é um processo a longo


prazo e cuja base deve ser buscada nas categorias dos principiantes. A
aprendizagem motora dentro do esporte significa obter, melhorar e automatizar
as técnicas desportivas, como resultado da execução repetitiva e consciente
das mesmas, o que leva ao progresso da aprendizagem.
(FERNANDES, 1994)
PRINCÍPIOS METODOLÓGICOS GERAIS PARA O TREINAMENTO TÉCNICO

No momento de planejar o treinamento técnico, é preciso ter em consideração


que existe uma relação recíproca entre objetivos, conteúdos e métodos de
treinamento.

A melhora da técnica só é conseguida realizando sequências motoras. Devemos


definir uma sequência sem quebra da continuidade partindo do mais simples até
o mais complexo, sem esquecer que o volume deve ser programado de forma
consciente, para que não seja pouco nem excessivo.

O planejamento da técnica motora depende, em grande medida, de um


diagnóstico exato. É a única maneira de evitar o desenvolvimento e estabilização
de modelos motrizes indesejados. Devemos partir do conhecido para o
desconhecido e do fácil para o difícil.
(FERNANDES, 1994)
O TREINAMENTO DA TÉCNICA NOS DISTINTOS NÍVEIS OU CATEGORIAS

Estágio Características
Principiante Estruturas básicas em que se busca a coordenação
primária da técnica.
Avançado Desenvolvendo a coordenação precisa, refinando e
fixando a técnica.
Domínio Aperfeiçoando a técnica com a estabilização da
coordenação precisa e desenvolvimento de uma
disposição variada.

A técnica é fundamental para o jogo, porém ela não pode converter-se em um fim
absoluto, devendo sempre estar a serviço do objetivo do jogo. O abuso da
condição técnica de alguns jogadores quase sempre leva prejuízo ao esquema
tático da equipe.
A passagem de um estágio para outro ou a duração de um nível depende:
- Do nível motriz inicial;
- da dificuldade da técnica;
- da intensidade com que se treina a técnica. (FERNANDES, 1994)
TREINAMENTO TÉCNICO PARA PRINCIPIANTES

O Treinador observa o que faz o jogador, percebe, avalia, dá novas instruções e


ajuda. O jogador comenta, tenta realizar novamente e assim por diante. É preciso
esclarecer verbalmente e dar demonstrações, somente explicar o necessário e
indispensável para a primeira tentativa do jogador.

Para possibilitar um êxito mais rápido, o jogador tem que estar descansado
física e psiquicamente sem indícios de fadiga e com um bom aquecimento.
Não se pode sobrecarregar o jogador ou aprendiz com demasiadas
informações, nem exigir rapidez na realização de distintas tarefas.
TREINAMENTO DA TÉCNICA PARA NÍVEL AVANÇADO

Aqui, a atenção do jogador se orienta para os detalhes do movimento. O jogador


já não utiliza a força em excesso e os movimentos desnecessários ou adicionais.
Os objetivos deste nível consistem no aperfeiçoamento da imagem do
movimento, eliminando os movimento e tensões musculares desnecessários.

É importante considerar que o aperfeiçoamento técnico está voltado para a sua


aplicabilidade variada dentro de um jogo e para a adaptação a cada circunstância
diferente que este jogo pode apresentar. Por isso, a competição tem grande
importância nesta fase do treinamento técnico, porque a comprovação do
aprendizado na competição tem um efeito positivo para a motivação do jogador,
evitando-se a monotonia causada pela saturação durante os treinamentos
técnicos.
O TREINAMENTO DA TÉCNICA PARA O NÍVEL DE ALTO RENDIMENTO

Este é o nível mais alto no processo de treinamento.


A característica principal é a possibilidade de a técnica ser realizada em
condições difíceis e de ser aplicada em cada momento em que for exigida
durante um jogo. A realização do movimento mostra todas as características de
uma técnica desportiva excelente, grande habilidade e rendimento, cumprindo
assim os requisitos do alto nível.

A dimensão dessa estabilidade precisa pode ser demonstrada durante as trocas


do estado psíquico que se apresentam momentos antes dos grandes jogos e
decisões de campeonatos: pressão dos torcedores, crítica de jornalistas,
fracassos anteriores, comportamento dos adversários, estados emocionais
diversos etc.

Uma estabilidade elevada da técnica de competição só é conseguida quando os


movimentos são treinados com cargas mais altas e principalmente com a
velocidade da competição.
TREINAMENTO TÉCNICO PARA O NÍVEL DE ALTO RENDIMENTO

(FERNANDES, 1994)
OBRIGADO!!!

BOA NOITE!!!