Вы находитесь на странице: 1из 34

Brasil Império 3

Segundo Reinado
1840: Antecipação da maioridade de
D.Pedro II
• Antecipação operada por liberais e
conservadores, apressada, na verdade, pelos
liberais
• Desejo consensual de ordem em decorrência
do período regencial
• Retomada do processo de centralização
política
O ato de coroação e sagração de d. Pedro II, 1842
François René Moreaux, Museu Imperial, Petrópolis
“Parlamentarismo”
• 1847: Criação do cargo de presidente do
Conselho de Ministros
• Com o Poder Moderador, o Imperador acabava
tendo a palavra final sobre a destituição dos
gabinetes
• Em 50 anos, 36 gabinetes, com alternância entre
conservadores e liberais, com forte
predominância conservadora. Excluindo 1862-
1866, em que a Liga Progressista dominou, os
conservadores dominaram de 1848-1878)
1848: Revolução Praieira
• Pernambuco
• Borges da Fonseca – Diário Novo
• Federalismo
• Abolição do Poder Moderador
• Expulsão dos portugueses
• Nacionalização do comércio varejista
(controlado pelos portugueses)
• Defesa do sufrágio universal
1850: Marcos da construção de uma
nova ordem estatal
• Fim do Tráfico de Escravos
• Lei de Terras
• Código Comercial
• Reforma da Guarda Nacional: Guarda Nacional
passa a estar sob os cuidados do Ministério da
Justiça e do Imperador – posto mais alto de
sua hierarquia, o coronel (com o tempo, a
expressão passa a ser sinônimo de chefe
político)
Visconde do Rio Branco (1819-1880)
• Baiano, diplomado pela Escola Militar
• Foi eleito como deputado liberal, mas logo
migrou para o partido conservador
• Foi Ministro da Guerra, da Fazenda, da
Marinha e dos Negócios Estrangeiros
• Defensor da escravidão, o que lhe rendeu a
oposição de liberais e conservadores
Partidos liberal e conservador
• Conservadores: Visconde do Uruguai, Visconde de Itaboraí
e Eusébio de Queirós
• Holanda Cavalcanti: “Nada se assemelha mais a um
saquarema do que um luzia no poder”.
• Faoro: os conservadores representam a burocracia,
enquanto os liberais representam os interesses agrários
• J. Murilo de Carvalho: sobretudo nas décadas de 1840 e
1850, o partido conservador representa os burocratas e os
grandes proprietários, enquanto o liberal reunia também
proprietários de terra, mas também profissionais liberais
• Bases regionais: liberais – São Paulo, Minas Gerais e Rio
Grande do Sul; conservadores: Bahia e Pernambuco
Unidade territorial
• O que teria preservado?
• José Murilo de Carvalho (A Construção da
Ordem): uma elite homogênea, com educação
homogênea – A elite era composta por muito
poucas pessoas em um mar de iletrados e
teria sabido promover a unidade
• Luís Felipe de Alencastro: a escravidão e a
necessidade de negociação com a Inglaterra
(adiamento da abolição da escravidão)
Estrutura sócio-política do Império 1
• José Murilo de Carvalho: o Brasil era como um
sistema heliocêntrico, dominado pelo sol do
Estado, em torno do qual giravam os grandes
planetas do que chamavam as classes
conservadoras e, muito longe, a miríade de
estrelas da grande massa do povo
Estrutura sócio-política do Império 2
• Sociedade hierarquizada e estamental
• Decadência do modelo rural colonial
• Urbanização
• Esfacelamento do equilíbrio entre poder
econômico e poder político – surgimento de
classes médias urbanas
• Escravidão como entrave à modernização do
país
O café
• Processo irreversível de deslocamento do
centro do país para o centro-sul
• 1840: o café ultrapassa o açúcar nas
exportações, chegando a 56,6% em 1871-1880
• Interiorização do país (oeste paulista)
• Imigração
• Estrutura de transportes
Modernização Capitalista 1
• 1850: Código Comercial
• Barão de Mauá (Irineu Evangelista de Sousa)
• 1854: Primeira estrada de ferro, ligando o
porto de Mauá à estação Fragoso, em direção
a Petrópolis
• Estrada de Ferro D. Pedro II – Central do Brasil
– ligação entre Rio de Janeiro e São Paulo
Modernização Capitalista 2
• Telégrafo
• 1874: instalação de uma agência francesa de
notícias na corte
• Nova estrutura de oportunidades – formação
de um ambiente intelectualizado
• Estradas de ferro Paulista e Mogiana
Guerra do Paraguai 1
• Paraguai x Argentina, Brasil e Uruguai (Tríplice Aliança)
• Questões envolvendo a navegação do Rio Paraguai
• Uruguai: blancos e colorados
• Paraguai: governo de Solano López – tirou o Paraguai
do isolamento
• Estopim da guerra : aprisionamento do navio brasileiro
Marquês de Olinda, no rio Paraguai
• A guerra começou em 23 de dezembro de 1864
• Terminou com o cerco a Solano Lopez em 1ᵒ de março
de 1870
Guerra do Paraguai 2
• A guerra aconteceu com o partido Liberal no
poder
• Ascensão de Caxias (com o apoio do partido
conservador) em outubro de 1866
• Mobilização de cerca de 200 mil brasileiros,
para uma população estimada de 4, 9 milhões
de homens
Acordo do fim da Guerra
• 1) derrubada de Solano López;
• 2) Livre navegação dos rios Paraguai e Paraná;
• 3) anexação do território reivindicado pelo
Brasil no nordeste do Paraguai e pela
Argentina no leste e oeste do Paraguai

A partir do fim da guerra, o Brasil passa a ser o


único país americano a manter escravatura.
Guerra do Paraguai 4
• Consequências: aumento da dívida com a
Inglaterra e fortalecimento do exército
• “A guerra seria denunciada na imprensa como
massacre de uma monarquia escravocrata contra
uma república de pobres e aguerridos
combatentes, invertendo a imagem de civilização
e barbárie que motivara a própria mobilização
bélica” (ALONSO Angela, Idéias em Movimento: a
geração 1870 na crise do Brasil-Império. São
Paulo: Paz e Terra, 2002, p. 91)
Fortalecimento do Exército
• “A vitória na guerra contra o Paraguai
dignificou o exército, dando-lhe uma inédita
feição de corporação. Seus membros
passaram a se pensar como instituição
autônoma tanto em relação ao poder
patrimonial dos proprietários quanto em
relação aos partidos e suas lideranças e
começaram a falar em nome da ‘classe’,
reclamando promoções e salários” (ALONSO,
p. 91)
Tensões entre Estado e Igreja
• Insatisfações do poder central com intervenções
da Igreja
• Epicentro: os bispos de Olinda e do Pará
proibiram maçons de entrar na igreja. Rio Branco,
que era grão-chefe de uma das maçonarias,
tomou como afronta e instaurou o processo de
desobediência civil. Em 1873, o Conselho de
Estado endossou a decisão de Rio Branco
• O Imperador tentou intervir, sem sucesso, o que
indica o poder que Rio Branco possuía.
Sistema Representativo
• O partido conservador e Rio Branco, pessoalmente,
foram firmes defensores do sistema representativo
indireto vigente no Império, avaliando como
demasiada democracia a implementação de eleições
diretas, o que poderia ensejar insurreições
revolucionárias.
• A superioridade do sistema indireto estaria em
hierarquizar a participação da “universalidade de
cidadãos ativos” sem os inconvenientes da “soberania
do número”, que “a falta de discernimento em muitos
poderia causas, se eles tivessem de escolher
imediatamente os mandatários da nação” (o próprio
Rio Branco, Anais do Senado do Império)
Anos 1850- 60
• 1853: Marquês de Paraná (conservador)–
política de conciliação partidária
• 1862: Liga Progressista – Partido Progressista
(Nabuco e Zacarias de Góis)
• 1866: jornal Opinião Liberal
• Clube Radical, jornal Radical Paulistano
Liberalismo Radical
• Defesa dos direitos provinciais
• Propunham a extinção de: Poder Moderador,
Conselho de Estado, Guarda Nacional e
trabalho escravo (Rui Barbosa)
• Afastamento da tradição ibérica
• Silveira Martins, Tavares Bastos, Rui Barbosa
Debate intelectual
• 1862: Zacarias de Góis: da Natureza do Poder
Moderador
• 1868: José de Alencar: Sistema representativo
• Tavares Bastos : Os males do presente e as
esperanças do futuro (1861), A província
(1870)
A contestação dos 1870
• Liberais
– Republicanos
– Novos liberais (abolicionistas)

Liberais republicanos:
17,4% jornalistas
15,7% médicos
14% comerciantes
8,7% engenheiros
3,5% professores
- Profissões alijadas do poder, predominantemente ocupado
por bacharéis em Direito
1871-1875: Gabinete Rio Branco
• Reforma da polícia e da guarda nacional
• Primeira lei de recrutamento militar
– Contra o alistamento de seus filhos e maridos, foi
organizada a primeira manifestação de mulheres no Brasil
• Adoção do sistema métrico decimal
– Quebra-quilos
• Primeiro recenseamento da população (1872)

Tais medidas estatais geraram alguns protestos populares


Liberais republicanos
• Visão de mundo americanizada (vários tinham
ido para os Estados Unidos estudar ou
simplesmente morar)
– Quintino Bocaiúva
– Salvador de Mendonça
– Lopes Trovão
– Aristides Lobo

– Democrático e republicano eram termos equivalentes

1870: Manifesto Republicano


Liberais republicanos
• Alijamento relativo do poder
• A demanda fundamental do grupo era por um
regime novo que anulasse os privilégios
estamentais e ampliasse a representação
política, abrindo espaço para negócios e
candidaturas
• Indivíduo
• Sucessores dos “liberais radicais”
O ensino superior
• As faculdades como locais de debate e
efervescência política
• Política e ensino superior eram as duas facetas
da carreira pública do império
• “democratização do acesso” – os alunos já não
eram mais somente filhos de grandes
proprietários
Positivismo 1
• Cientificismo (empiricismo – antirracionalismo
e anti-idealismo)
• Divulgação nas Politécnicas, escolas de Direito
e militares
• Benjamin Constant, Pereira Barreto (mais
tarde expulso), Oliveira Magalhães, Igreja
Positivista do Brasil (Glória, Rio de Janeiro)
Positivismo 2
• Comte: “a missão fundamental do positivismo
é generalizar através da ciência e sistematizar
a arte social”.
• A sociedade só pode ser reorganizada a partir
de uma reforma do homem
• Ditadura republicana
Positivismo 3
• 1881: Fundação da igreja positivista no Brasil
• Bases de uma Constituição Política Ditatorial
Federativa para a República Brasileira (1890)
Miguel Lemos e Teixeira Mendes
• O Ideal Republicano – Benjamin Constant
• “O Amor por princípio, a Ordem por Base, o
Progresso por Fim” (A. Comte)
• Ordem e progresso
Lei Saraiva (1881)
• Sua redação final coube a Rui Barbosa, mas
seu “nome” foi dado em homenagem a José
Antonio Saraiva, ministro que a implementou
• Instituiu o alistamento eleitoral
• Eleição direta para o legislativo
• Voto estendido aos não-católicos, aos
brasileiros naturalizados e aos libertos
• Proibição do voto do analfabeto
Crise do Império
• Abolicionismo
• Movimento Republicano
• Sistema Representativo
• Tensões entre Estado e Igreja
• Positivismo
• Exército

Похожие интересы