Вы находитесь на странице: 1из 17

PROTEÍNAS

PROTEÍNAS (Proteos: primordial, primeira, principal)

Conceito:
São macromoléculas resultantes da polimerização de
aminoácidos, unidos por uma ligação ressonante
chamada "ligação peptídica".

Peptídeos:
Podem ser oligo ou polipeptídeos. Proteínas são
polipeptídeos de elevado peso molecular.

Importância:
Proteínas desempenham papéis estrutural e funcional.
São exemplos:
Colágeno, matriz óssea, tendões, cartilagens, Hb
(hemoglobina), mioglobina, enzimas, hormônios, etc.
PROTEÍNAS

As Proteínas, além de constituírem o componente celular


mais abundante, são as moléculas mais diversificadas
quanto à forma e função.

As funções que desempenham são estruturais e


dinâmicas. Formam os componentes do esqueleto celular
e de estruturas de sustentação, como, por exemplo, o
colágeno e a elastina.

Até mesmo a atividade dos genes é controlada por


proteínas: proteínas reguladoras ligam-se ao DNA em
sítios específicos, localizados próximo aos genes,
alterando a sua expressão.
PROTEÍNAS

Proteínas não derretem quando aquecidas mas


decompõem e chamuscam com a formação de
gases que possuem um odor característico (de
pena queimada).

Soluções de proteínas são coloidais. Quando


soluções de proteínas são aquecidas, as
proteínas dissolvidas tornam-se insolúveis e
coagulam. Diz-se que estão desnaturadas.
HIDRÓLISE DE PROTEÍNAS

 Todas as proteínas dão origem a aminoácidos quando


hidrolisadas.

Todos estes aminoácidos têm um grupo amino preso ao


átomo de carbono próximo ao grupo carboxil.

Algumas proteínas rendem apenas aminoácidos quando


hidrolizadas (proteínas simples ou holoproteínas) Outras
produzem aminoácidos mais outros tipos de moléculas (são
as proteínas conjugadas).

Proteínas estão compostas de aminoácidos unidos por um


tipo de ligação amídica chamada "ligação peptídica" (um
acoplamento entre aminoácidos), e a hidrólise de proteínas
envolve a hidrólise de muitas ligações peptídicas, desde que
uma molécula de proteína pode conter centenas ou milhares
de resíduos aminoácido.
HIDRÓLISE DE PROTEÍNAS

Mais de 30 aminoácidos foram


definitivamente estabelecidos como de
ocorrência natural em proteínas; a maioria
das proteínas contém uma proporção
grande destes aminoácidos. Entretanto,
somente 20 destes aminoácidos são
codificados geneticamente.
DIVERSIDADE DAS PROTEÍNAS

As proteínas de todos os tipos diferentes de animais e plantas


são quimicamente diferentes e peculiares.

Esta diferença nas proteínas estende-se à composição de


tecidos diferentes dentro de um mesmo organismo. Por
exemplo, as proteínas de músculo, fígado, cérebro, baço, rim,
e sangue diferem em composição e propriedades.

As diferenças entre as proteínas é espantosa, e decorre


principalmente das diferenças no número, tipo e seqüência de
aminoácidos de que é feita - a chamada Estrutura Primária da
proteína.

Há maior diversidade na composição química de proteínas


que em qualquer outro grupo de macromoléculas
biologicamente importantes.
AMINOÁCIDOS: COMPONENTES DE PROTEÍNAS

As proteínas são polímeros de aminoácidos.

Os aminoácidos são compostos que apresentam, na sua


molécula, um grupo amino (-NH2) e um grupo carboxila (-
COOH) NH2
R - CH – COOH

Há 20 aminoácidos comuns que são geneticamente


codificados e servem de precursores para biossíntese de
outros aminoácidos protéicos, aminoácidos não protéicos e
de proteínas ao nível dos ribossomos.

Alguns destes aminoácidos são modificados após a


biossíntese (modificação pós-tradução), de modo que pouco
mais de 30 obtidos mediante hidrólise de proteínas.
GENERALIDADES DAS PROTEÍNAS

Cerca de 20% da massa do corpo humano são


proteínas, considerando o peso seco.

As proteínas são hidrofílicas e retém muita


água, de modo que metade do peso de um
homem (e 45% do peso de uma mulher) são
compostas por músculo.

O tecido muscular esquelético é uma


importante mistura de proteínas presente em
nosso organismo (que corresponde à "carne",
quando nos referimos a outros animais).
GENERALIDADES DAS PROTEÍNAS

O Colágeno, um componente do tecido


conjuntivo, é a proteína mais abundante,
em massa, nos seres humanos,
contribuindo para a enorme massa
muscular.
POLIMERIZAÇÃO DE AMINOÁCIDOS:
LIGAÇÃO PEPTÍDICA

Proteínas estão compostas de


aminoácidos unidos por um tipo de
ligação amida chamada "ligação peptídica"
(um acoplamento entre aminoácidos), e a
hidrólise de proteínas envolve a hidrólise
de muitas ligações peptídicas, desde que
uma molécula de proteína pode conter
centenas ou milhares de resíduos
aminoácido.
POLIMERIZAÇÃO DE AMINOÁCIDOS:
LIGAÇÃO PEPTÍDICA
PROTEÍNAS - CLASSIFICAÇÃO
Proteínas não podem ser classificadas em uma base
puramente química; elas são classificadas com base em
suas propriedades físicas e químicas. As propriedades de
maior valor são a solubilidade e coagulabilidade com o
calor.

As PROTEÍNAS são classificadas nos três grupos


principais:
- SIMPLES
- CONJUGADAS
- DERIVADOS DE PROTEÍNAS
PROTEÍNAS - CLASSIFICAÇÃO

PROTEÍNAS SIMPLES
Proteínas simples são definidas como as proteínas que
por hidrólise rendem sóaminoácidos.
Podem ser:
1. Albuminas. Ex.:albumina de ovo, albumina do soro do
sangue
2. Globulinas. Ex.:globulina de soro de sangue, miosina
de músculo
3. Glutelinas. Ex.: glutenina de trigo
4. Prolaminas. Ex.: proteínas vegetais encontradas
principalmente em sementes
5. Escleroproteínas. Ex.:queratina de cabelo
6. Histonas. Ex.: globina da hemoglobina
7. Protaminas. Ex.:salmina do esperma de salmão
PROTEÍNAS - CLASSIFICAÇÃO

PROTEÍNAS CONJUGADAS
Proteínas conjugadas estão compostas de proteína
simples combinada com alguma substância de
natureza não- protéica. O grupo não protéico é
chamado "grupo prostético".
São classificadas em:
1. Nucleoproteínas. Ex.: abundantes em tecidos
vegetais e animais
2. Glicoproteínas. Ex.: tendomucóide de tendões
3. Cromoproteínas. Ex.:fibras cabelo
4. Fosfoproteínas. Ex.: Caseína de leite
5. Lipoproteínas. Ex.: membranas celulares
PROTEÍNAS - CLASSIFICAÇÃO

Esta classe de proteínas, como o nome


insinua, inclui as substâncias formadas a
partir de proteínas simples e conjugadas.
É o mais bem definido dos grupos de
proteína. São subdivididas em:
- proteínas derivadas primárias
- proteínas derivadas secundárias.
1. Proteínas derivadas primárias

Estas derivadas de proteína são formados por


processos que causam apenas mudanças leves
na molécula da proteína e em suas
propriedades. Não há digestão hidrolítica das
ligações peptídicas.

As proteínas derivadas primárias são sinônimas


de proteínas desnaturadas.
PROTEÍNAS - CLASSIFICAÇÃO

2. Proteínas derivadas secundárias

Estas substâncias são formadas na digestão hidrolítica


progressiva das ligações peptídicas das moléculas de
proteína.

Elas representam uma grande complexidade de


moléculas de tamanhos e composição diferentes de
aminoácido.

Elas se agrupam em proteoses, peptonas e peptídeos de


acordo com complexidade molecular. Cada grupo está
composto de muitas substâncias diferentes.