Вы находитесь на странице: 1из 15

Texto Poético

Texto Poético
O texto poético é a expressão de uma linguagem de
emoções, de sentidos e de símbolos, que necessita, por
isso mesmo, para sair da obscuridade, de uma ligação
mais sensitiva, entre o leitor e o autor.

VERSO: Linha de uma composição poética, dotada de


um ritmo e cadência determinados.

ESTROFE: Grupo de versos que formam, geralmente,


sentido completo num poema. As estrofes do mesmo
poema são separadas umas das outras por um espaço
em branco. As estrofes que têm um padrão de métrica e
de rima fixo que se repetem, são regulares, caso
contrário são irregulares.
CLASSIFICAÇÃO DAS ESTROFES QUANTO AO
NÚMERO DE VERSOS
N.º Designação
1 MONÓSTICO
2 DÍSTICO
3 TERCETO
4 QUADRA
5 QUINTILHA
6 SEXTILHA
7 SÉTIMA
8 OITAVA
9 NONA
10 DÉCIMA
mais IRREGULAR
Rima
É a correspondência de sons entre palavras de dois ou mais
versos.
A rima é classificada como consoante quando, a partir da vogal da
última sílaba tónica de cada verso, se verifica a igualdade em todos os
sons, vogais e consoantes. Se esta igualdade atinge apenas as vogais, a
rima diz-se toante.
É possível verificar-se o processo da rima entre a terminação do verso
e palavras que se encontram no interior deste, denominando-se, neste
caso, rima interna ou encadeada.

Exemplo de rima interna:

Anjo sem pátria, branca fada errante,


Perto ou distante que de mim tu vás,
Há-de seguir-te uma saudade infinda,
Hebreia linda, que dormindo estás.

Tomás Ribeiro
Tipos de Rima
1. CRUZADA ou intercalada (com um verso pelo meio);

“Ó mar eterno sem fundo, sem fim, A


Ó mar de túrbidas vagas, ó mar! Rima
B
Cruzada
De ti e das bocas do mundo, a mim, A
Só me vem dores e pragas, ó mar! B
..."
CANÇÃO AO MAR - Eugénio Tavares
Tipos de Rima
2. EMPARELHADA ou geminada (dois ou mais versos seguidos);

Terra vista dos astros breve e nua A


Rima Emparelhada
na luz de azebre flutua A
lembrando qualquer coisa violada B
que à lenta luz boiasse, abandonada. B Rima Emparelhada

Carlos de Oliveira
Tipos de Rima
3. INTERPOLADA ou remota (com mais de um verso entre os versos
que rimam).

“Menino de Timor, está triste A


Porquê?... - Não tenho com que brincar! Rima Interpolada
B
Nem com quem!...Já não posso falar!... B Rima Emparelhada
A minha terra correste e viste. A
Jorge Barros Duarte
Tipos de Rima
4. Verso branco ou solto – é um verso que não rima.

“Pensar em Deus é desobedecer a Deus,


Porque Deus quis que o não conhecêssemos,
Por isso se nos não mostrou...”
Alberto Caeiro
Tipos de Rima
5. Rima Grave – é a correspondência de sons entre
palavras graves, ou seja, cuja sílaba tónica é a
penúltima.
Terra vista dos astros breve e nua
na luz de azebre flutua
lembrando qualquer coisa violada
que à lenta luz boiasse, abandonada.
Carlos de Oliveira

6. Rima Aguda – é a correspondência de sons entre


palavras agudas, ou seja, cuja sílaba tónica é a última.
“Ó mar eterno sem fundo, sem fim,
Ó mar de túrbidas vagas, ó mar!
De ti e das bocas do mundo, a mim,
Só me vem dores e pragas, ó mar!
..."
CANÇÃO AO MAR - Eugénio Tavares
Tipos de Rima
7. Rima pobre – é a correspondência de sons entre
palavras da mesma classe gramatical
“lembrando qualquer coisa violada
que à lenta luz boiasse, abandonada.” Adjetivos

“Perto ou distante que de mim tu vás,


Hebreia linda, que dormindo estás.” Formas verbais

8. Rima rica – é a correspondência de sons entre palavras


de classes gramaticais diferentes.
“Ó mar eterno sem fundo, sem fim, Nome
De ti e das bocas do mundo, a mim,” Pronome

“Terra vista dos astros breve e nua Adjetivo


na luz de azebre flutua” Forma verbal
A Métrica
• Os versos medem-se, fazendo a contagem das
sílabas métricas.
• As sílabas métricas podem não corresponder às
sílabas gramaticais, pois contam-se até à sílaba
tónica da última palavra de cada verso.

• Há elisão, ou seja, só se conta uma sílaba


métrica, sempre que duas ou três vogais
puderem ser pronunciadas numa só emissão de
som.
(Ela ouviu... = e/la / ou/viu > e/lou/viu).
A Ana chegou tarde à escola.
A Lena chegou tarde à cantina.

Analisemos o número de sílabas gramaticais presentes:

A / A/na / che/gou / tar/de / à / es/co/la. = 11 sílabas gramaticais


A / Le/na / che/gou / tar/de / à / can/ti/na. = 11 sílabas gramaticais

Resta agora ler as frases e contar as sílabas métricas que


encontrarmos:

A_A/na / che/gou / tar/de_à_es/co/(la). = 7 sílabas métricas


A / Le/na / che/gou / tar/de_à / can/ti/(na). = 9 sílabas métricas
Classificação dos versos quanto ao
número de sílabas métricas.
Tal como acontece com as estrofes, também os versos recebem
um nome específico de acordo com o número de sílabas métricas
que os constituem:
• monossílabo - uma sílaba
• dissílabo - duas sílabas
• trissílabo - três sílabas
• tetrassílabo - quatro sílabas
• pentassílabo ou verso de redondilha menor - cinco sílabas
• hexassílabo - seis sílabas
• heptassílabo ou verso de redondilha maior - sete sílabas
• octossílabo - oito sílabas
• eneassílabo - nove sílabas
• decassílabo - dez sílabas
• hendecassílabo - onze sílabas
• dodecassílabo ou verso alexandrino - doze sílabas
Elaborado por Jorge Almeida
Setembro de 2007