Вы находитесь на странице: 1из 30

IMPRESSIONISMO

Raquel Cardoso
Selvagens obstinados, não
querem, por preguiça ou
incapacidade, terminar seus
quadros. Contentam-se com
borrões, que representam suas
impressões. Que farsantes!
Impressionistas!
LOUIS LEROY (1812 - 1855)

Impressão sol nascente, Monet, 1872, óleo s/ tela.


ESCOLA DE
BARBIZON

Vista de Rouelles, Monet, 1858, óleo sobre tela.


“Deste dia em diante, a pintura está morta!” Delaroche.
A Primeira Bailarina,
Edgar Degas, 1878.

Degas era fotógrafo,


Eugene Delacroix dirigia
fotografias.
Manet, Monet, Renoir, Van
Gogh também fotografavam
o que pintariam.
QUE HAJA LUZ!

Claude Monet in Argenteuil, Edouard Manet, 1874, óleo sobre tela


TEORIA DAS CORES -
CHEVREUL
 As cores são percebidas
simultaneamente por nossos olhos.

 Cores são quentes ou frias


relativamente, dependendo daquelas
que estão próximas.

 Luminosidade do tom é obtida com a


justaposição da cor complementar
oposta.
“Monet era a apenas um olho, mas, por Deus, que olho!” Paul
Cezànne

Water Lilies and Japanese Bridge, Monet, 1899, óleo s/ lona, 90 cm x 90cm
Retrato das
qualidades voláteis
da luz.

SÉRIES
Série Catedral de Rouen, 1890, óleo s/ tela, 107 x 73,5 cm
Banhistas na Grenouillière, Monet, 1869, óleo s/ tela, 75cm x
99cm

• Paisagens ao ar livre 
• Registro das nossas
“impressões”,
Sensações visuais
imediatas de uma cena.
Pincelada
curta: mosaico de
borrões.​
1ª GRANDE REVOLUÇÃO DESDE O RENASCIMENTO

Rejeita a perspectiva
Rejeita a composição
equilibrada
Rejeita as figuras
idealizadas
Rejeita o
CHIAROSCURO

Jovem com Sombrinha, 1886,


Pedro Américo, Carioca, 1882. Monet
Berthe Morisot
“O Berço”, 1872, óleo s/ tela, 56 x 46 cm
Berthe
Morisot, Le
corsage
rouge,1875,
óleo s/ tela,
73 x 60 cm

Berthe Morisot,
na sala de
Jantar,1875,
óleo s/ tela, 61
x 50 cm
TEMPORALIDADE FUGIDIA

Berte
Morisot,
Uma tarde
de verão,
1879, óleo
s/ tela, 45
x 75 cm
RENOIR, O PINTOR DA
ALEGRIA

La loge (The Theater Box),


Pierre-Auguste Renoir, 1874, óleo s/ tela, 80 x 65 cm.
Bal du moulin de la
Galette, Pierre-
Auguste Renoir,
1876, óleo s/ tela,
131 x 175 cm
Almoço com os
remadores,
Pierre-Auguste
Renoir, 1880, óleo
s/ tela, 131 x 175
cm
O balanço, Pierre-
Auguste Renoir,
1876, óleo s/ tela,
Julie Manet,
Pierre-Auguste
Renoir, 1887, óleo
s/ tela, 56 x 54 cm

Garotas no piano,
Pierre-Auguste Renoir,
1892, óleo s/ tela.
As banhistas, Pierre-
Auguste Renoir,
1918, óleo s/ tela, 60
cm  × 110 cm 
DEGAS: A AÇÃO NO ESPAÇO

A banhista,
Edgar Degas,
1888, Pastell.

O absinto, Edgar
Degas, 1876,
óleo s/ lona.
Ensaio de Ballet,
Edgar Degas,
1875, óleo s/
lona.
(UEL 2017) Para Edgar Degas, o artista não é um simples receptor, uma tela sobre a qual se projeta uma
imagem, ele é um ser empenhado em captar a realidade, em se apropriar do espaço. Em seus quadros,
alguns temas se repetem: os gestos rítmicos das bailarinas e as mulheres executando movimentos
cotidianos, como pentear-se ou banhar-se. (Adaptado de: ARGAN, J. C. História da Arte Moderna. São
Paulo: Companhia das Letras, 1992. p.104-109.)
Com base na figura, no texto e nos conhecimentos sobre o Impressionismo, considere as afirmativas a
seguir.
I. Os impressionistas eram unânimes em relação à compreensão da sensação visual como fenômeno
mental.
II. Monet promovia a dissolução visual do mundo em suas telas e Degas voltou-se para um desenho que
estrutura a ação no espaço.
III. Degas recorreu, sem preconceitos, à fotografia, e isso é perceptível em seus desenhos e pinturas,
sobretudo pelos enquadramentos.
IV. Em Mulher penteando seu cabelo, nota-se a pose complexa, o movimento suspenso capturado em
uma etapa do esforço físico e a tensão formulada por linhas e manchas.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas. Edgar Degas, Mulher
b) Somente as afirmativas I e IV são corretas. penteando seu cabelo,
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. giz pastel sobre papel
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. cartão, 45,76 × 43,97
cm, 1889
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.