Вы находитесь на странице: 1из 94

Configuração

RBS6000 - WCDMA ERICSSON


Objetivo
 Apresentar a Unidade DUW;
 Formatar e carregar o Pacote Básico na DU;
 Conhecer Softwares necessários para o
 comissionamento; Configurar o Node B DUW por meio de
 Criação
scripts; de CV´S (pontos de restauração) na configuração do
equipamento.
agenda
Características DUW

Capacidade DUW

Procedimentos Iniciais

Formatando a DUW

Comissionamento

Sumário
agenda
Características DUW

Capacidade DUW

Procedimentos Iniciais

Formatando a DUW

Comissionamento

Sumário
características - DUw
DIGITAL UNIT FOR WCDMA(DUW)

Entrada -48Vdc – Conector ET 20A


GPS – Global Positioning System
EC-Enclosure Control
AUX-Auxiliary Bus
LMT-A – Porta - SERIAL
LMT-B – Porta - REDE / ETH
TN-A – Transport Network – TX IP/ETH
ET-A – Exchange
Terminal ET-B – Exchange Terminal
1º e 2º E1 3º e 4º E1
IDL – Inter-DU link
TN-B – Transport Network
ETH / STM-1

Portas A ~ F – Comunicação entre DU e


RRU/W/S ou RUW/S
características - DUw
CABEAMENTO

Fonte AC/-48V

Fibras Ópticas Cabo EC / SUP


para RRUS

Alimentação -48V
Transmissão ETH
agenda
Características DUW

Capacidade DUW

Procedimentos Iniciais

Formatando a DUW

Comissionamento

Sumário
Capacidade duw
DIGITAL UNIT FOR WCDMA
(DUW)
 Capacidade da DUW em Channel Elements.

DUW DUW DUW DUW


CHANNEL ELEMENTS
4001 3001 2001 1001

DOWNLINK 768 768 384 128

UPLINK 768 512 384 128

DL PEAK THROUGHPUT (Mbps) 336 252 252 84

UL PEAK THROUGHPUT (Mbps) 138 88 36 12


agenda
Características DUW

Capacidade DUW

Procedimentos Iniciais

Formatando a DUW

Comissionamento

Sumário
Procedimentos Iniciais
REQUISITOS DE CONFIGURAÇÃO
Para iniciarmos a configuração do equipamento, precisamos de algumas
informações, tais como:

 Modelo do equipamento a ser configurado e quais hardwares estão


presentes;
- Refrigeração;
- Quantidade de setores;
- Alarmes Externos (SAU);
- Alimentação no caso da 6102 e 6201 (número de PSU / PDU);

 Tipo de transmissão – Ethernet ou E1 (2Mbps);

 Versão de Software que o equipamento deverá ficar (BP + UP ou CP);


Procedimentos Iniciais
REQUISITOS DE CONFIGURAÇÃO

Script´s para configuração:


- OAM_ACCESS.xml
- EXTERNAL_HW.xml
- SITE_COMPLETE.mo
 Licença;

 Sempre ter em mãos as versões mais atuais de software da


operadora na qual prestará serviço.

 Verificar autorização de acesso ao site relativo ao Cliente a que se


prestara o serviço, cada cliente possui uma diretiva de acesso;
Procedimentos Iniciais
REQUISITOS DE CONFIGURAÇÃO

 Softwares utilizados para configuração DUW:


 Hyper Terminal
 WS_FTP LE (PACOTE BÁSICO ou CUSTOM
 PACKAGE) The Personal FTP Server (UPGRADE)
 RBS Element Manager (INTERFACE GRÁFICA NODE B)

 Possuir os cabos de acesso:


 CABO DE REDE CROSSOVER
 CABO USB X SERIAL
 CABO DB9 X RJ45
Procedimentos Iniciais
CABOS DE ACESSO

 Cabo de rede Cross


Cabo adaptador USB-Serial
Cado adaptador Serial-RJ-45 (Esquema abaixo)
Procedimentos Iniciais
CABOS DE ACESSO

 Pinagem do cabo de acesso - EMAS.

LMTB Cabo CROSS

Porta de Rede
agenda
Características DUW

Capacidade DUW

Procedimentos Iniciais

Formatando a DUW

Comissionamento

Sumário
Formatando a DUw
Formatando a DUw
ACESSO VIA PORTA
ETHERNET
A DUW possui um endereço de IP padrão que independente se sua
configuração pode ser acessada em qualquer tempo.

NoteBook: 169.254.1.2

Marcara de rede: 255.255.0.0

DU: 169.254.1.1

Obs: Verifique o “FIREWALL” do


notebook, pois é necessário
mantê- lo DESATIVADO para
executar alguns procedimentos,
como por exemplo, upgrade de
software.
Formatando a DUw
 Para formatar o Node B via Hiper-Terminal, no caso da DUW,
utilizaremos a porta LMTA o cabo USB-SERIAL e DB9-RJ45.
 com
Já para a acessarmos a interface gráfica via Element Manager,
utilizaremos um cabo Cross na porta LMTB. O cabo de
TRANSMISSÃO será conectado à porta TNA, conforme a indicação
abaixo:

Porta TNA - Porta LMTB – Porta LMTA –


Transmissã Acesso ETH Acesso Serial
o
Formatando a DUw
 Antes de iniciar a formatação devemos tomar os cuidados abaixo:

 Todos os Node-B´s vêm de fábrica com um Serial Number, conhecido


como “Fingerprint”.

 O “Fingerprint” é muito importante, pois a licença que irá liberar as


capacidades de tráfego do equipamento está relacionada a este código.

 Para a família 6000, podemos dizer que o “Fingerprint” é um arquivo


que podemos salvar e até mesmo alterar, de acordo com a necessidade.

 A pasta onde encontra-se o fingerprint é a “c/node_id”, e o nome do


arquivo é “node_identity.txt”.

 Desta forma, caso necessite formatar o Node-B, faça um backup do


fingerprint ANTES de formatá-lo, utilizando o programa WS-FTP.
Formatando a DUw
 Acessar o Node-B pelo WS-FTP e localizar a fingerprint.
 A pasta onde encontra-se o fingerprint é a “c/node_id”, e o nome do
arquivo é “node_identity.txt”.

NOTEBOOK Node B

 Após o carregar o BP (Pacote Básico), poderá ser feito o processo


inverso, copiando a pasta do notebook para o Node-B.
Formatando a DUw
 O Node B possui duas partições onde se encontram os arquivos
de execução do SW e configuração do equipamento.
 As partições são conhecidas como “c” e “d”.
 Para iniciarmos a formatação, deveremos colocar o
equipamento no modo “backup” ou modo “local”. Esse
procedimento é feito via Hyper Terminal.
 Ao acessar será solicitado o username (rbs) e (rbs),
password irá aparecer o $.
 Digitar:
reload - -
 Agora em modo local as partições se transformam em
“c2” e “d”. Aguarde até que apareça a mensagem:
Stop due to remain in basic/backup set
Formatando a DUw
 Tecle “enter” e veja se aparece o “ $ ” na tela. Se sim,
podemos
continuar.
formathd
 Aguarde/d até (apaga
que o $oapareça
conteúdo
nada pasta
tela. “d”)
Deveremos dar o seguinte
comando:
mount_c2 (“c2”)
 depois
formathd /c2 (apaga o conteúdo da pasta “c2”)
 Aguarde até que o $ apareça na tela. Digite:

reload - -
 Aguarde até que apareça a mensagem
Stop due to remain in basic/backup set
 Tecle “enter” e veja se aparece o “ $ ” na Se sim, podemos
tela.
continuar.
Formatando a DUw
 Configurar a interface ETH do Node B com o seguinte comando:

ifconfig le0 169.254.1.1 netmask 255.255.0.0

 Neste momento, a interface LMT-B terá o endereço IP acima


atribuído.
 Desta forma, já poderemos acessar o Node-B via cabo ETH (porta
de rede).
 Para a conferencia do endereço de IP atribuído digitamos o
comando:
ifconfig
 Deverá aparecer na tela o endereço o IP que foi atribuído o e-
Node B.
 Em seguida inserir o Pacote Básico (CXP 901 8350 R3D)
através
do programa WS_FTP LE.
Formatando a DUw
Inserir o Pacote Básico (CXP 901 8350 R3D) através do
software WS_FTP LE.

NOTEBOOK Node B
Formatando a DUw
 Após a cópia do Pacote Básico, voltar ao Hyper-Terminal e executar
o comando:
reload

 Aguardar até que o Node-B reinicie com a nova versão de SW.


Login Server Ready

 Tecle “enter” e apareçerá a telade login digite:

USERNAME: rbs
PASSWORD: rbs

 Caso esteja usando o pacote Customizado não será necessário


fazer o upgrade de software.
agenda
Características DUW

Capacidade DUW

Procedimentos Iniciais

Formatando a DUW

Comissionamento

Sumário
comissionamento
ACESSO VIA ELEMENT MANAGER (EMAS)
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION -
6601
Vamos configurar RBS 6601 iniciando pelo Cabinet Equipment
Configuration
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6601
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6601
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6601

 Aguardar até restaurar a


conexão.
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6601

 Conexão restaurada
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6601

Indicar o tipo de
RBS, no nosso
caso 6601.

Marcar o Support
System Control.

Preencher de
acordo com a
etiqueta.
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6601
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6601
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6601
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6601
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION -
6102
Vamos mostrar como carregar o Cabinet Equipment em uma
RBS 6102 (Macro).
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6102

Indicar o tipo de RBS


no nosso caso 6102

Marcar o Support
System Control caso
ela seja a DU que ira
mandar no gabinete.
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6102
Preencher os campos
de acordo com a
etiqueta.

Indicar o RBB
respectivo, de
com aacordo
ligação de RF a
ser realizada.
comissionamento
RADIO BUILDING BLOCK – RBB´s
Temos vários RBB´s (Bloco de Construção de Rádio) para
diversos tipos de configurações. A seguir veremos os mais
utilizados e requisitados em uma RBS Macro, pois como vimos
nas RBS´s Macro temos que indicar qual será o RBB utilizado.

| Page 41
comissionamento
RADIO BUILDING BLOCK – RBB´s
RBB10_1A é usado para setores com 01 TX e 01 CPRI
RBB 10_1A ou FIBRA.

 RU – Sistema  RRU – Sistema Main Remote


Macro

1 – RF Cable
2 – CPRI Cable
3 – RX Connection
comissionamento
RADIO BUILDING BLOCK – RBB´s
RBB11_1A é usado para setores 01 TX, 01 RX + 01
RBB 11_1A com
RX externo e 01 CPRI ou FIBRA.

 AIR – Sistema
 RU – Sistema  RRU – Sistema Main Main Remote /
Macro Remote Macro

1 – RF Cable
2 – RXA Connection
3 – CPRI / FIBRA
4 – Mixed Mode

| September 2013 | Page 43


comissionamento
RADIO BUILDING BLOCK – RBB´s
RBB12_1A é usado para setores com 01 TX, 02 RX e
RBB 12_1A 01 conexão CPRI ou FIBRA.

 AIR – Sistema
 RU – Sistema  RRU – Sistema Main Main Remote /
Macro Remote Macro

1 – RF Cable
2 – CPRI / FIBRA
3 – Mixed Mode
comissionamento
RADIO BUILDING BLOCK – RBB´s
RBB12_2A é usado para setores com 01 TX, 02 RX e
RBB 12_2A 02 CPRI ou FIBRA + Mixed Mode.

 RU – Sistema  RRU – Sistema Main Remote


Macro

1 – RF Cable
2 – RF Cable
3 – CPRI / FIBRA
comissionamento
RADIO BUILDING BLOCK – RBB´s
RBB22_1A é usado para setores com 02 TX, 02 RX, 01
RBB 22_1A CPRI ou FIBRA, Cascata de RU e Cross Connection de
RU.
 AIR – Sistema
 RU – Sistema  RRU – Sistema Main Main Remote /
Macro Remote Macro

1 – RF Cable TX
2 – RF Cable TX
3 – CPRI / FIBRA
4 – CPRI / FIBRA Cascata
5 e 6 – RX Connection
comissionamento
RADIO BUILDING BLOCK – RBB´s
RBB22_4B é usado para setores com 02 TX, 02 RX,
RBB 22_4B 04 CPRI ou FIBRA, Cross Connection de RU e Mixed
Mode.

 RU – Sistema  RRU – Sistema Main Remote


Macro

1 – RF Cable
2 – RF Cable
3/4/5/6 – CPRI / FIBRA
7 e 8 – RX Connection
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6102

Preencher o Line
Rate com E2

 Ex2 – 1,25 Gbps


 Ex4 – 2,5 Gbps
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6102

Não devemos
esquecer da
nossa
climatização, se
o gabinete está
no modo
standard ou
extended.
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6102

Especificar as
quantidades de
PDU´s e PSU´s
existentes.

Caso o gabinete tenha


banco de baterias,
marcar esta opção e
identificar como
TYPE01.
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6102
comissionamento
CABINET EQUIPMENT CONFIGURATION - 6102
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
Neste passo iremos configurar a parte de transmissão da DUW.
Para essa configuração indicaremos um script que fará toda
configuração automáticamente.

Nota: Este passo


segue igual para
“6601 / 6102 e 6201”.
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION

Será configurado o
novo IP na rede,
aguardar até a
voltar
conexão.
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
O&M ACCESS CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
Neste passo iremos configurar a parte de irradiante da DUW.
Para essa configuração indicaremos um script também que fará
toda configuração automáticamente.
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION

Caso o site tenha


SAU instalada
marcar esta
opção.

Deixar estes 2
parâmetros
sempre
desmarcados.

Parâmetro
configurado
pelo script.
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
SITE EQUIPMENT CONFIGURATION
comissionamento
RUN COMMAND FILE (SITE COMPLETE.MO)
comissionamento
RUN COMMAND FILE (SITE COMPLETE.MO)
comissionamento
RUN COMMAND FILE (SITE COMPLETE.MO)
comissionamento
RUN COMMAND FILE (SITE COMPLETE.MO)

Quando o script esta com


algum erro ou quando
executamos mais de uma
vez indicará falha de
execução na linha 28.
comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RELOAD

Selecionar a guia
“Equipment” e
depois Software.

September 2013 | Page 84


comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RELOAD

Indicar o nome
do CV a ser
criado

September 2013 | Page 85


comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RELOAD

Ultimo CV
criado

Executando
o CV

September 2013 | Page 86


comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RELOAD

CV em start

Clicamos nesta opção para


efetuarmos um restart na nodeB
comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RESTART NA NODE B

Preencher os
03 campos
para
efetuarmos o
restart na
NodeB.

September 2013 | Page 88


comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RESTART NA NODE B

Escolher o
tipo de
restart que a
NodeB irá
realizar.

Normalmente
utilizamos o
tipo
“restart_cold

comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RESTART NA NODE B

Escolher o tipo
de restart que a
NodeB irá
realizar.

Setar sempre a
opção Planed_
Reconfiguração
.
comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RESTART NA NODE B

Informar um
label para o
restart.
(qualquer
nome)
comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RESTART NA NODE B

CV criado, sendo executado


porém não está estartado.
comissionamento
CRIAÇÃO DE CV E RESTART NA NODE B

Status do CV após o restart ser


concluído.