Вы находитесь на странице: 1из 66

AMINOÁCIDOS

CONCEITOS-CHAVE
T í t u lo d o O r g a n o g r a m a

A M IN O Á C ID O S

Q u ir a is E s tru tu ra L ig a ç õ e s P e p t id ic a s A n fó e r o s

E s t e r e o iô m e r o s Á c id o C a r b o x í lic o P o lip e p t í d e o s T a m p o n a m e n to

F o rm a s D o u L A m in a E x . G lu t a t io n a

C a d ie a L a t e r a l

C la s s ific a ç ã o
GENERALIDADES
■ Temos 20 aa
■ Há mas de 1 bilhão de seqüências possíveis.
■ As seqüências determinam a função única.
■ Estereoisômeros são L ou D aminoácidos.
■ L-aminoácidos são biologicamente ativas.
■ D-aminoácidos encontram-se nas bactérias
e antibióticos.
LIGAÇÕES PEPTIDICAS
■ O ÁCIDO CARBOXILICO DE UM
AMINOÁCIDO SE LIGA AO RADICAL
AMINA DO OUTRO AMINOÁCIDO,
FORMANDO DIPEPTIDIOS,
TRIPEPTIDIOS, POLIPEPTIDIOS, E
QUANDO O PESO MOLECULAR
ATINGE 10.000 PASSAM A SE
CHAMAR PROTEÍNAS.
ESTRUTURA
■ Em pH neutro os aminoácidos são íons
dipolares
ESTRUTURA
■ O primeiro aminoácido a se formar no
organismo , é o ácido glutamico, nas células
da mucosa intestinal, apartir de duas
glicinas
ESTRUTURA
Aminoácidos alifáticos:
■ Glicina
■ Alanina
■ Valina
■ Leucina
■ Isoleusina
ESTRUTURA
Sulfurados:
■ Cisteina
■ Metionina
■ Pontes Dissulfeto:
■ Cisteina + cisteina = Cistina
ESTRUTURA
Aromáticos
■ Fenilalanina
■ Tirosina
■ Triptofano
■ (Prolina)
ESTRUTURA
Hidroxilados
■ Serina
■ Treonina
ESTRUTURA
Alcalinos
■ Lisina
■ Arginina
ESTRUTURA

Ácidos:
■ Aspartato
■ Glutamato

Dão origem à :
■ Asparagina
■ Glutamina
CLASSIFICAÇÃO
■ AA ESSENCIAIS ■ AA NÃO ESSENCIAS
– lisina – alanina
– leucina – arginina
– isoleucina – aspartato
– valina – asparagina
– metionina – cistína
– fenilalanina – glutamato -glutamina
– treonina – glicina
– triptofano – prolina
– histidina – serina
– tirosina
METABOLISMO
■ Absorção intestinal é melhor em jejum.
■ Transporte sistema porta ate o fígado.
■ Parte pode ser metabolizada no enterocito,
(glutamina + importante).
■ Regulação rápida.
■ Regulação lenta.
■ pool de aa.
ANFÓTERO
■Histidina
Quando em solução podem funcionar como
ácido ou como base .
ESTRUTURA
■ Arginina e Histidina são semi essenciais,
pois o organismo consegue sintetiza-los
mas em quantidade insuficiente.
FUNÇÕES BIOLÓGICAS
■ Estrutura da célula.
■ Hormônios.
■ Receptores de proteínas e hormônios.
■ Transporte de metabólitos e ions.
■ Atividade enzimática.
■ Imunidade.
■ Gliconeogenese no jejum e diabetes.
ESTRUTURA
■ Alfa. cetoglutarato (ciclo ac. Citrico) Oxaloacetato

Glutamato Aspartato

Glutamina Asparagina
Prolina Metionina
Arginina Lisina
Treonina
Isoleusina
ESTRUTURA
3 fosfoglicerato (Glicolise) Piruvato

Serina Alanina
Valina
Cisteina Leucina
Glicina
ESTRUTURA
■ Fosfoenolpiruvato (glicolise) Ribose 5 fosf.
+
Eritrose 4 Fosfato Histidina

Fenilalanina
Tirosina
Triptofano
ESTRUTURA
Aminoácido + Alfacetoglutarato
Aminotransferase
(B6)
Alfacetoácido + Glutamato
Piridoxal Fosf. + aminoácido
ESTUTRURA
Piridoxal Fosf. + Aminoácido

Piridoxamina Fosf. + Alfacetoácido

Piridoxamina Fosf. +Alfacetoglutarato

Glutamato + Piridoxal Fosf.


PROPIEDADES
ORTOMOLECULARES
■ Antioxidante.
■ Pro-oxidante.
■ Metilação e remetilação.
■ Quelante.
■ Desintoxicante.
■ Precursor de hormônios.
PROPIEDADES
ORTOMOLECULARES
■ Metilação e Remetilação*
Glicina
TransHidroximetilase
Serina
Descarboxilase
Etanolamina
Transmetilase*
Colina
Aminoacidos neuroprotetores
Colina + AcetilcoenzimaA

Acetilcolina
Aminoacidos neuroprotetores
■ Histidina
(descarboxilase)
Histamina
Aminoacidos neuroprotetores
Histamina Transt. Histadélico

Depressão
Obsessão
Fobias
Aminoacidos neuroprotetores
Histamina Transt. Histapénico

Mania
Paranoia
Alucinações
Aminoacidos neuroprotetores
Histamina pode facilitar orgasmo

Dopamina e Feniletilamina

Ciclo do prazer

Libido e orgasmo
Aminoacidos neuroprotetores
Fenilalanina

Tirosina DOPA

Tiramina Dopamina
Feniletilamina Noradrenalina
Adrenalina
Aminoacidos neuroprotetores
Noradrenalina
MAO

CatecolOmetiltransferase

3metil4OHfenilglicol Ac.Vanilmandélico
(SNC) (SNP)
Aminoacidos neuroprotetores
Dopamina
MAO
CatecolOmetiltransferase

Ac.Homovanilico
Aminoacidos neuroprotetores
Noradrenalina e Dopamina

Estados depressivos
Dopamina D. Parkinson
Receptores Dopaminergicos Esquisofrenia

Serotonina Depressão
Aminoacidos neuroprotetores
Melatonina

Inativa canais Ca Suprarenal

Catecolamina
Estress , Relaxamento, sono
Aminoacidos neuroprotetores
5OHTriptofano
Descarboxilase(B6 + Cr)
5OHTriptamina(serotonina)
MAO 5OHTriptaminaacetilase
Ac.5OHindolacetico Nacetilserotonina
5OhIndolOmetiltrans.(B6)
Melatonina
Aminoacidos neuroprotetores
1- Relaxamento ( Ansiedade, GABA. Glicina)
Glutamina + Taurina + B6 + Treonina
2- Sono ( Melatonina)
5OHtriptofano + B6 + Cr
3- Depressão
Serotonina Dopamina Noradrenal.
5OHtript. LFenilal. Ltirosina
B6 + Cr
Aminoacidos neuroprotetores
4- Memória (acetilcolina, glutamato, aspartato
Colina glutamina
B5, B6, Mn
5- Aprendizado

Acetilcolina Glutamato Dopamina


Colina Glutamina Ltirosina
B5,B6,Mn Lfenilalanina
Aminoacidos neuroprotetores
■ Triptofano ------------ serotonina/melatonina
■ F.A e Tirosina --------- dopamina/N.A .
■ Glutamina ---------------- ácido glutâmico.
■ Ácido Glutâmico ------- GABA.
■ Colina --------------------- acetilcolina.
■ Asparagina --------------- ácido aspártico.
■ Histidina-------------------Histamina
■ Cisteina e metionina-----Taurina
■ Prolina_--------------------Glicina
Aminoacidos neuroprotetores
■ Àcido Glutamico por descarboxilação forma
Gaba, ativada pela Taurina e B6
■ Gaba ocupa seus receptores e abre os canais de
cloreto e torna a célula despolarizada(inibição).
■ Junto aos receptores de gaba existem receptores
benzodiazepinicos que aceleram a abertura dos
canais de cloreto, potencializando a inibição
Aminoacidos neuroprotetores
■ Gaba é ansiolítico e anticonvulsivante
■ Se a conversão de ácido glutamico para
gaba for bloqueada ocorre ansiedade e
eventualmente convulsão
■ O excesso de glutamato é evitado pela sua
conversão em glutamina através da
glutamina sintetase .
Aminoacidos neuroprotetores
■ Estress Oxidativo

Bloqueia a glutamina sintetase

Glutamato e acido carmico(Cito tóxico)

ELA, Parkinson,Alzheimer e Hungtinton


Aminoacidos neuroprotetores
■Glutamato Criatividade e Percepção
■ Glutamato Achatamento Psico Social

Abstração
Aminoacidos neuroprotetores
■ Cistina
■ Metionina Cisteina Ac.Cisteico
■ Serina

Taurina
Aminoacidos neuroprotetores
■ Taurina

■ Ação catecolamina e acetil colina


Aminoacidos neuroprotetores
■ Glicina
TransHidroximetilase
Serina
Descarboxilase
Etanolamina
Transmetilase
Colina
Aminoacidos neuroprotetores
■ Glutamato
Glutamatodescarboxilase(B6)
(Taurina ativa Descarboxilase)
GABA
Aminoacidos neuroprotetores
■ Taurina GABA
Inibe transmissão catecolamin.
e acetil colina
(essencialmente inibidor)
ARGININA
■ Envolvido no metabolismo do Nitrogênio.
■ Ciclo da Uréia no catabolismo e no anabolismo
(amônia NH+4) e tem pontos de ligação com o
ciclo do ácido cítrico.
■ Transaminação.
■ Ornitina é fonte de Arginina.
■ Colageno Doenças do colágeno, cicatrização
■ Liberação GH, massa muscular, gordura
■ Arginina = oxido nítrico
Formação do Oxido Nítrico

O2 + Arginina

NADPH NOS

NADP+
OXIDO
L-Citrulina +
NITRICO
NO e SNC

– Neurônio ativado por um impulso nervoso


– Neurônio pré-sináptico libera glutamato (NT)
– liga-se ao receptor pós-sináptico
– abre-se canal no receptor para entrada de Ca++
– Cálcio + proteína = complexo Ca++ Calmodulina
– complexo liga-se à NOSb especifico do SNC
ativando-a para formação do NO.
– NO no SNC reforça conexões nas rotas neuronais.
NO e Sistema Imune
■ Produção de NO ocorre nos Macrófagos
– citocinas ligam-se aos macrófagos
– ativa o gene que codifica a NOS, produzindo o
RNAm + enzima induzível
– NO induzível difunde para a célula tumoral e:
■ inibe a enzima ACONITASE do C. de KREBS
■ interfere no complexo I (transporte de elétrons)
■ inibe a Ribonucleotídeo-redutase. Impede a conversão
de ribonucleotídeos em desoxirribonucleotídeos.
EFEITOS TERAPÊUTICOS

■ Vasodilatador na HA.
■ Sistema imune como antitumoral.
■ SNC favorece as conexões.
■ Estimulante sexual (espermidina).
■ Arginina+ornitina+lisina=H. de crescimento.
■ Síntese de colágeno (colagenopatias)
CARNITINA

■ Aminoácido complexo.
■ Metabolismo sinérgico complexo B.
■ Participa na B-oxidação
■ transporta AG de cadeia longa ao interior da
célula(mitocondria) para produção de energia:
– AG se ativam no citoplasma via ATP e CoA para
formar acilCoA.
– acilCoA não atravessa membrana mitocondrial.
– Carnitina + acilCoA = acilcarnitina.
– Acilcarnitina ingressa na mitocondria.
– O grupo acilo + CoA = acilCoA
– acilCoA e desdobrada a acetilCoA.
– acetilCoA entra no ciclo de Krebs onde e
oxidada a CO2 + agua.
– Cada molecula de acetilCoA gera 12 de
ATP
Efeitos terapêuticos
■ Aumento de energia nos músculos.
– ICC, Fibromialgia , SFC e envelhecimento.
■ Estimula o uso de gordura como fonte de E.
– Obesidade e sedentários.
■ diminui o deposito de acidos graxos.
– Ateroesclerose, dislipidemias (hipoTG).
– Estimula gordura marrom.
CISTEÍNA

■ Contem grupo sulfidrila.


■ Forma parte da a-queratina.
■ Presente no colageno, unhas, cabelo e pele.
■ Fase II de desintoxicação hepatica via
glutationa.
■ Favorece a desintoxicação de metais pesados.
■ Cisteina mais vit E = est. pneumocitos II
CISTEINA E GLUTATIONA
■ N-acetilcisteina, e Selenio = forma a
glutationa peroxidase e redutase.
■ Glutationa peroxidase inibe os peroxidos
lipidicos.
■ Glutationa redutase recupera glutatione
peroxidase oxidada.(B2)
VALINA, LEUCINA E
ISOLEUCINA
■ Aminoácidos sulfurados.
■ São de cadeia curta.
■ Precursores de hormônio do crescimento.
■ Aumenta massa muscular.
■ Junto com ácido lipoico e cianocobalamina
regeneram a bainha de mielina.
METIONINA
■ Desdobra acidos graxos, evitando o
deposito no figado e arterias.
■ Biodisponibilidade de metionina favorece a
sintese de cisteina e taurina.
■ Desintoxica organismo de metais pesados.
■ Tem efeito antioxidante.
■ Pode ser pro-oxidante.
■ Metionina, B6, B9 e B12 ---- forma cisteina e
cistina.
■ Deficiencia de qualquer dessas vitaminas,
aumenta a producao de cistina = homocisteina.
■ Fator de risco independente de aterosclerose.
■ Pode lesar DNA = neoplasias.
FENILALANINA

■ Pode transformar-se em tirosina.


■ Sintetizam norepinefrina e dopamina.
■ Melhora estado geral, diminui a dor, ajuda na
memória e aprendizagem.
■ L-fenilalanina estimula a colecistoquinina.
■ DL-fenilalanina estimula as endorfinas.
■ FA + vit C = colágeno e regenera tecido
conectivo
Uso na prática Ortomolecular
■ Obesidade.
■ Dor crônico.
■ Depressão.
■ Doença de Parkinson.
■ Estimula ejaculação e orgasmo.
Triptofano
■ 5htp
■ Serotonina
■ Disbiose
■ B6 e B3
■ Doses e indicações
TAURINA
■ IMUNOMODULADOR

■ ATIVADOR LEUCOCITARIO

■ MODULADOR ELETRICO CEREBRAL

■ DOSES
CREATINA
■ AMINOACIDO CONJUGADO

■ EFEITO ANABOLIZANTE LIKE

■ LIBERADO PELO COI