Вы находитесь на странице: 1из 21

Disjuntor

Disjuntor Termomagnético

Disjuntor Termomagnético

O disjunto termomagnético possui a função de proteção e,

eventualmente, de chave.

Interrompe a passagem de corrente ao ocorrer uma sobrecarga ou curto-circuito. Define-se sobrecarga como uma corrente superior a corrente nominal que durante um período prolongado pode danificar o cabo condutor e/ou equipamento. Esta proteção baseia-se no princípio da dilatação de duas lâminas de metais distintos, portanto,

com coeficientes de dilatação diferentes. Uma pequena

sobrecarga faz o sistema de lâminas deformar-se (efeito térmico) sob o calor desligando o circuito.

• A proteção contra curto-circuito se dá através de dispositivo magnético, desligando o • circuito quase

A proteção contra curto-circuito se dá através de dispositivo magnético, desligando o

circuito quase que instantaneamente (curva de resposta do dispositivo).

• A proteção contra curto-circuito se dá através de dispositivo magnético, desligando o • circuito quase

Os disjuntores podem ser : monopolares, bipolares e tripolares. Algumas vantagens :

religável, não precisa de elemento de reposição, pode

eventualmente ser utilizado como chave de comando.

Chaves auxiliares tipo botoeira

As chaves auxiliares, ou botões de comando, são chaves de comando manual que interrompem um Estabelecem ou circuito de comando por meio de pulsos. Podem ser montadas em painéis ou em

sobreposição para caixas.

Sinalizadores

Sinalizadores

Sinalizadores luminosos

Sinalização é a forma visual ou sonora de se chamar a atenção do operador Para uma

situação Determinada em um circuito, máquina ou conjunto de máquinas.

Ela é realizada por meio de buzinas e campainhas ou por Sinalizadores luminosos com cores determinadas por normas.

A sinalização luminosa é a mais usada por ser de mais rápida identificação.

Contatores

Contatores São dispositivos de manobra mecânica

eletromagneticamente, acionados, Construídos Para uma elevada freqüência de operação.

De acordo com uma potência (carga), um contator é o

dispositivo de comando do Automóvel de e pode ser usado individualmente, acoplado um reles de sobrecarga, NA PROTEÇÃO DE Sobrecorrente. Há

Certos tipos de contatores COM CAPACIDADE

ESTABELECER de e interromper correntes de curto- circuito.

Contactor electromagnético

Contactor electromagnético • Apenas quando se alimenta a bobina do contactor, é que os contactos principais

Apenas quando se alimenta a bobina do contactor, é que os contactos principais se fecham e se comutam os auxiliares.

Tipos de contatores

Basicamente, existem dois tipos de contatores:

Contatores para motores (de potência); Contatores auxiliares.

Esses dois tipos de contatores são semelhantes. O que os diferencia são algumas

características mecânicas e elétricas.

Assim, os contatores para motores caracterizam-se por Apresentar:

Dois tipos de contatos com Capacidade de carga diferentes Chamados principais e auxiliares;

Maior robustez de construção; Possibilidade de receberem relés de proteção;

Câmara de extinção de arco Voltaico; Variação de potência da bobina do eletroímã DE

ACORDO COM O tipo do contator,

Tamanho físico de acordo com uma potência um ser comandada; Possibilidade de ter uma bobina do secundário com

eletroímã.

Veja um contator para automóveis na ilustração a seguir.

Os contatores auxiliares São usados para:

Aumentar o número de contatos auxiliares dos contatores de motores,

comandar contatores de elevado consumo na bobina,

Evitar repique,

Para sinalização.

Esses contatores Apresentar caracterizam-se por:

Tamanho físico variável conforme o número de

contatos; Potência do eletroímã praticamente constante;

Corrente nominal de carga máxima de 10 A para

todos os contatos;

Ausência de necessidade de relê de proteção e de câmara de extinção.

Um Contator auxiliar é mostrado na

ilustração a seguir.

Um Contator auxiliar é mostrado na ilustração a seguir.

Reles térmicos

Esse tipo de relê, como dispositivo de proteção, controle ou comando do circuito elétrico, atua por efeito térmico provocado pela corrente elétrica. O elemento básico dos reles

térmicos e Bimetálicos.

O bimetal é um conjunto formado por duas lâminas de metais diferentes Ferro (normalmente e níquel), sobrepostas e soldadas.

Metais ESSES DOIS, de coeficientes de dilatação diferentes,

metálico formam um par. Por causa da diferença de coeficiente de dilatação, se o par metálico submetido a uma

temperatura elevada uma, um dos metais fazer par vai se

dilatar mais que o outro.

Por estarem unidos fortemente, o metal de menor coeficiente de dilatação provoca o encurvamento do conjunto para o seu

lado, afastando o conjunto de um determinado ponto.

Causando assim o desarme do mesmo.

Os tipos principais de relés

Relé bimetálico

São construídos para proteção de motores contra sobrecarga, falta de fase e tensão. Seu funcionamento é baseado em dois elementos metálicos, que se dilatam diferentemente

provocando modificações no comprimento e

forma das lâminas quando aquecidas.

- Relé com retardo é um tipo de rele que aciona após algum tempo que o mesmo é energizado em sua bobina, tempo este determinado por uma constante RC no circuito do relé.

- Relé temporizado Tipo de relé que ao desenergiza-lo em sua bobina o mesmo desconecta o chave amento de seus terminais após algum tempo, a aplicação mais comum que podemos citar:

chaveamento (desligamento) da luz interna do veiculo,

após alguns instantes. Tempo este também

determinado por uma constante RC.

-Rele fotoelétrico possui um circuito sensível à luz (fotocélula) e chaveia com a incidência de luz,

sua bobina com a presença de luz é energizada e o mesmo faz o chaveamento do circuito, são muito utilizados placas publicitárias para acionamento

automático noturno.

Partida do motor utilizando Direta de

contatores Trifásico

Este sistema de partida é a mais simples e fácil de ser construida, no entanto apresenta algumas

características encontradas que considerá-la uma partida inviável, principalmente quando se trata

de motores acima de 10CV.

Neste tipo de partida uma tensão fornecida ao motor elétrico é exatamente uma tensão nominal

do motor e então temos as seguintes

características:

Desvantagens

* A corrente de partida pode chegar em até 8 vezes

a nominal

* Necessita de cabos e

componentes mais robustos * Alto partida Consumo de

Energia na

Vantagens

* Oferece torque nominal na partida

• Fusível Fusivel • O princípio de funcionamento do fusível baseia- se na fusão do filamento

Fusível

Fusivel

O princípio de funcionamento do fusível baseia- se na fusão do filamento e consequente

abertura do filamento quando por este passa uma corrente elétrica superior ao valor de sua

especificação. A figura 9 apresenta um fusível tipo cartucho e seu símbolo. Temos ainda os

fusíveis do tipo DIAZED, NH, etc, para maior capacidade de corrente.

Figura 9 : Fusível cartucho Os fusíveis geralmente são dimensionados 20% acima da corrente nominal do

Figura 9 : Fusível cartucho Os fusíveis geralmente são dimensionados 20% acima da corrente nominal do circuito.

São classificados em retardados e rápidos. O fusível de ação retardada é usado em circuitos

nos quais a corrente de partida é muitas vezes superior à corrente nominal. É o

caso dos motores elétricos e cargas capacitivas. Já o fusível de ação rápida é utilizado em cargas

resistivas e na proteção de componentes semicondutores, como o diodo e o tiristor em

conversores estáticos de potência.

Para acionar o Motor

Para acionar o Motor