You are on page 1of 7

LIDERANÇA E PODER

Conceito de Poder e Dependência


De um modo geral, a liderança é, de certa forma, um
tipo de poder pessoal.
A influência de um líder é um conceito estreitamente
ligado ao conceito de poder e autoridade.
O aspecto mais importante do poder é o fato de que
ele é uma função da dependência.
Quanto maior a dependência de B em relação a A,
maior o poder de A nessa relação.
Uma pessoa só pode ter poder sobre você se ela
controlar alguma coisa que você deseja.
BASES DO PODER

Poder Coercitivo: baseado no medo.


Poder de Recompensa: submissão obtida com base na
capacidade de distribuição de recompensas vistas como
valiosas pelos outros.
Poder Legítimo: o poder que uma pessoa recebe como
resultado de sua posição hierarquia formal da
organização.
Poder do Talento: influência baseada em habilidades
específicas ou em conhecimentos.
Poder de Referência: influência baseada na posse, por uma
pessoa, de traços pessoais ou recursos desejáveis.
SETE TÁTICAS DE PODER
Razão: utilização de fatos e dados para elaborar uma apresentação
lógica ou racional das idéias.
Amabilidade: utilização de elogios, criação de um clima de boa vontade,
postura humilde e tentativa de parecer amigável antes de fazer um
pedido.
Coalizão: obtenção de apoio, para a idéia, de outras pessoas na
organização.
Barganha: uso de negociação através de troca de benefícios ou favores.
Afirmação: utilização de uma abordagem direta e vigorosa, como o
pedido de aceitação sumária de requisição, repetidos lembretes,
ordens para o cumprimento do pedido e a citação das regras que
exigem obediência.
Autoridades superiores: obtenção de apoio, para a idéia, dos níveis mais
altos da organização.
Sanções: utilização de recompensas e punições, como promessas ou
ameaças em relação a salários, avaliação de desempenho ou
promoções.
Atenção:
Talvez porque centre suas ações num dos mais complexos fatores
constituintes das organizações – o ser humano -, talvez porque o
próprio desenvolvimento científico dessa área não a tenha
instrumentalizado suficientemente para elaborar modelos adequados
e realistas, encontra-se na administração de recursos humanos uma
freqüência muito grande, tanto de situações onde há profunda
defasagem entre o formal e o real, quanto de situações em que se
omitem princípios, políticas e procedimentos e a prática
administrativa é exercida sem nenhuma explicitação.
Esta falta de transparência e a carência de fundamentos e padrões
provocam erros na implantação dos processos de gestão, os quais
refletem-se principalmente nas relações de trabalho, da motivação e
satisfação do trabalhador e da própria qualidade e adequação da
organização do processo de trabalho. Influenciando as
possibilidades de implementarem-se ou não mudanças nas
organizacionais que atinjam o comportamento e o desempenho dos
indivíduos, as relações entre grupos, as comunicações e a
distribuição de poder na organização.
Estudo de Caso:
Um único navio de guerra ou uma frota de pequenos navios?
As organizações estão funcionando como verdadeiros sistemas de liderança de
lideranças. Algumas organizações bem-sucedidas funcionam como um enorme
navio de guerra. Elas adotam o modelo centralizado e descendente de
liderança. È o caso da Oracle, uma das maiores companhias dedicadas à TI e
à inovação neste setor. O líder máximo e a cúpula da organização detêm as
decisões principais e utilizam o desenho organizacional para se assegurar que
as decisões globais estão sendo adequadamente seguidas e executadas pelos
demais níveis da organização.
Outras organizações bem-sucedidas fazem exatamente o inverso: funcionam
como uma frotinha de navios que navegam em conjunto. Elas adotam o
modelo descentralizado e ascendente de liderança. É o caso da 3M, uma
organização dedicada inteiramente à inovação em seus produtos. A cúpula da
organização delega e empodera todos os líderes distribuídos pela empresa a
fim de que tomem decisões consistentes com a estratégia corporativa. É a
estratégia organizacional – e não o desenho organizacional como no caso da
Oracle – que serve de alinhamento e consistência para o processo decisório
descentralizado e distribuído em toda a organização.
Agora Responda:

1- Descreva as duas abordagens utilizadas pelas organizações bem-sucedidas,


suas características principais e vantagens/desvantagens inerentes a essas
duas alternativas.
2 – Explique os conceitos de poder e dependência nas organizações.
3 – Defina os tipos de poder e suas características, com as suas palavras.
4 – Para você existe diferença entre líderes e gerentes? Quais?
5 – Conceitue, conforme o seu entendimento, liderança.
6 – Conceitue, conforme o seu entendimento, poder.
7 – Explique as sete Táticas do Poder.
8 – Como futura Gestor de Recursos Humanos, você concorda que o RH é muito
subjetivo? Como você transformaria em realidade esta subjetividade, dentro
da organizações? Qual a sua opinião sobre este assunto?